Prefeitura volta a sofrer sequestro de verba

Depois de um longo período enfrentando dificuldades com o sequestro de verba referente a pagamento de precatórios de processos judiciais da década de 90, a Prefeitura de Antônio Cardoso volta a sofrer novo sequestro.

 

No início de 2017, o município foi notificado pelo Tribunal Regional do Trabalho da 5º Região(TRT5,) sobre pendências ocorridas entre os anos de 2013 a 2016 no pagamento do parcelamento de precatório judicial, tendo como beneficiário diversos professores da rede municipal, representados pela APLB, no valor originário de R$ 2.378.254,65 (dois milhões trezentos e setenta e oito mil duzentos e cinquenta e quatro reais e sessenta e cinco centavos).

 

Para evitar o sequestro de toda receita municipal, o prefeito Toinho Santiago, firmou acordo com a justiça trabalhista e a APLB para regularizar tais pagamentos, destinando a partir de abril de 2017, cerca de 4% da receita corrente líquida para quitação da dívida. Além desse precatório, o município ainda terá de pagar mais três precatórios que tramitam na justiça do trabalho, três da justiça estadual e três na justiça federal, somados alcançam o valor de R$ 565.025,63.

 

IMG-20190501-WA0006~2

MAIS NOTÍCIAS

RECEBA NOSSO INFORMATIVO

SETORES MUNICIPAIS